a

Nulla consequat massa quis enim. Donec pede justo, fringilla vel aliquet nec eget arcu. In enim justo, rhoncus vitae.

Info:

PROJETO CURUMIM

O Instituto de Missões Noroeste deseja alcançar cada vez mais pessoas na Amazônia através da mobilização de voluntários dispostos a viver a missão em todo e qualquer lugar. Para isso, o Instituto implantou o projeto Curumim com o objetivo de desenvolver habilidades musicais contextualizadas aos desafios locais da região Amazonense. O projeto desenvolve vínculos afetivos, fortalece a autoestima, comunicação, trabalha questões de cidadania, desenvolve expressão corporal e autoimagem positiva de crianças e adolescentes por meio da música, fortalecendo assim a saúde física, emocional e espiritual. Além disso, ele envolve a comunidade local em eventos e apresentações culturais do projeto.

Algumas pesquisas apontam que qualquer experiência musical, independente do estilo e instrumentos utilizados, promove maior habilidade de observação, localização, compreensão, descrição e representação em quem toca ou quem ouve. Atualmente, muitas escolas buscam na música uma forma de promover a inclusão social, o desenvolvimento físico e intelectual, enriquecendo o processo de ensino e aprendizagem dos seus alunos.

A Amazônia é composta de uma pluralidade de culturas que coexistem simultaneamente. A música é uma expressão cultural muito relevante e faz parte da vida cotidiana da população urbana e rural. Tendo grande importância na vida das pessoas, pouco se vê de investimento nesta área. Neste contexto, mesmo que a música faça parte da vida das pessoas, o aprendizado musical é bastante restrito inclusive nos núcleos urbanos. Uma possível justificativa para isto seja pelo fato de o Amazonas estar entre os piores estados em desenvolvimento humano do Brasil. Em muitos lugares, o acesso à saúde, educação e emprego com renda são bastante limitados.

O ensino no interior é uma das questões pertinentes ao tema do desenvolvimento que trazem discussão e reflexão. A maioria das escolas no interior do estado sequer possuem energia elétrica, muito menos meios de promover inserção tecnológica que possibilitem diminuir a grande desigualdade existente entre os alunos urbanos e rurais amazonenses. Além disso, a irregularidade de aulas, falta de professores, ausência de um plano pedagógico ou um simples controle de devolução educacional são rotina nas escolas de comunidades tradicionais e indígenas. Uma outra situação é a distância a ser percorrida para o acesso à escola. Os rios são as estradas no interior da selva e para que haja o deslocamento deverá existir o meio de transporte e o combustível, já que não há transporte público. Um fato interessante neste território líquido é que a realidade se estende também para as áreas urbanas. 

O aprendizado musical parece também revelar a desigualdade de oportunidades na sociedade amazônica, ficando praticamente a cargo de instituições privadas. Assim, temos uma imensidão de crianças e adolescentes expostos a diversas influências ruins como violência, tráfico de drogas, entre outros, já que a escola não oferece ambiente ideal e diversificadas oportunidades de aprendizado. Em meio a estas informações, o Instituto de Missões Noroeste vê uma grande oportunidade de levar Cristo através do aprendizado musical até muitos pequenos em locais de difícil acesso e desprovidos deste tipo de oportunidade. Levar a mensagem da salvação de forma amorosa e contextualizada tanto no interior quanto na cidade é o tipo de desafio que o Instituto de Missões se propõe a fazer.

Olá!
Deixe seu e-mail com a gente
e receba nossos informativos
Você terá acesso a diversas oportunidades de voluntariado
diretamente em sua caixa de e-mails!
QUERO ME INSCREVER
close-link